Como vender mais à partir do Grátis

Tempo de leitura: 6 minutos

Neste post vou te contar como você pode vender mais à partir de produtos gratuitos.

Atrair mais visitantes, ter mais conversão em vendas e engajar consumidores são itens que toda empresa quer atingir. Com tanta abundância de informação, como oferecer uma opção de produto altamente competitivo?

Visitas, Audiência e Tráfego
Visitas, Audiência e Tráfego

Para entender como a economia mudou, vamos começar com a definição da palavra free, em inglês, grátis, livre.

Nas línguas latinas é derivada de duas palavras. Do latim, Liber, que significa “liberdade” e “grattis”, sem recompensa. No espanhol, por exemplo, você tem a palavra “libre” que é uma coisa mais positiva. Grátis já se parece estratégia de marketing e muita gente desconfia.

Em inglês, palavra free vem da forma antiga do idioma. A palavra raiz é friend, que quer dizer amigo. Vem do Inglês freon, freogan. Também está relacionada com os termos “beloved” (amado) e friend (amigo).

Como vender mais à partir do grátis

Quando você tem um Blog, ou Vlog, e oferece conteúdo de graça, na verdade, você é pago com capital social. Deixe-me explicar: o número de visitas, conforme cresce, está te dando dois tipos de capital: social e reputação. Neste vídeo eu falo sobre dois tipos de Capital: o Social e o de Reputação.

Você pode usar a sua reputação para conseguir mais clientes para vender um produto posteriormente. Conforme os consumidores compram de você, eles transformam seu capital social e reputação em financeiro (dinheiro).

Tem varias maneiras do free se tornar algo lucrativo. Por exemplo: as operadoras que vendem um contato de 2 anos e você ganha um celular novo caríssimo, de “graça”. Na verdade, o seu Eu do Futuro está pagando para seu Eu do Presente.

Eles entendem como o ser humano gosta da recompensa imediata, no caso, o celular. Não vai pensar no custo das parcelas, mas sim no celular que você leva AGORA. Sem mais.

Pessoas sendo pagas para atrair outras pessoas

Em portas de boate: mulheres que dão um drink de graça para você entrar e optar por escolher determinado lugar. Elas estão sendo pagas para trazer mais clientes com a beleza delas e o drink grátis. E certamente, 90% das pessoas que participarem da festa comprarão mais de uma bebida.

Como vender mais utilizando promoters
Como vender mais utilizando promoters e drinks grátis

Outro exemplo: alguns jornais que possuem versões impressas hoje disponibilizam as notícias todas no site online.

O site da Folha de São Paulo tem propaganda. Se você não desativar o AdBlock, ele não te deixa ler. Na verdade, ele está “vendendo” os leitores para os anunciantes. É daí que vem o lucro. A partir do número de visitantes, maior será o preço pago pelo anunciante.

Os economistas chamam estes modelos de marketing de “two-sided“. Neste modelo de negócio há dois tipos distintos de grupos que se financiam.

Os anunciantes pagam pela para chegar aos potenciais consumidores e os consumidores ganham conteúdo de graça pago pelos anunciantes. Uma parte dos visitantes compram produtos ou serviços através dos anúncios do site.

Como vender mais: Two-sided Market
Como vender mais: Two-sided Market

Além disso, você também pode ter outras maneiras de gerar dinheiro com produtos grátis. Se você dá um curso gratuito ensinando como criar layout para websites utilizando o Photoshop, você cria autoridade. Ao construir autoridade, você ganha capital de reputação.

Posteriormente, você pode criar um curso completo e vender para quem quiser se aprofundar. Desta forma, você transforma o capital de reputação em capital financeiro.

Deixe-me explicar…

Há toda uma economia baseada em relação a “dar coisas de graça”. Ao criar um vídeo no YouTube e ter milhares de acessos, você gera capital social. Também pode ganhar capital financeiro através de propagandas e merchandising.

O Google, com suas pesquisas de graça, fortalece seu algoritmo e sua base de dados de comportamento do consumidor.

Ele “vende” esses dados com campanhas de links patrocinados no Google Adwords. Você está ajudando a empresa a melhorar os algoritmos para os anúncios. Você está criando algo de valor para o Google e milhares de empreendedores, quer você saiba ou não.

Cursos e conhecimento de graça?

Recentemente fiz um curso online do MIT pelo EDX sobre programação e pesquisa de mercado. Este curso, completamente online era totalmente grátis se você quisesse ser um ouvinte. Mesmo como ouvinte, você poderia fazer as provas, mas suas notas não geravam comprovantes. Ao longo do curso, passei a ver valor em ter o certificado do curso e acabei comprando por 100 dólares.

O curso é de graça. Ter o comprovante do MIT traz reputação e credibilidade. Posteriormente poderia me ajudar a vender o meu trabalho melhor.

Ou seja, o valor percebido é bem maior do que o preço que está sendo cobrado: os 100 dólares. Logo, muitas vendas acontecem a partir desse modelo de negócio.

Academia de graça?!

Na Dinamarca existe uma academia cujo modelo de negócio é o seguinte: ela oferece um programa de membros grátis. Desde que você apareça pelo menos uma vez por semana. Se você faltar uma semana, você tem que pagar o preço completo do mês. Ao ir uma semana, você se sente bem consigo mesmo e com a academia.

Eventualmente você terá que faltar e você mesmo irá se culpar por não ter ido. Dessa forma, você irá redobrar o seu comprometimento com o exercício físico.

Muitas empresas, como por exemplo, a Gilette, construíram suas empresas à partir do produto gratuito. Ao receber uma lâmina para se barbear de graça, você cria um hábito. À partir desse hábito de se barbear, você comprará novas lâminas descartáveis.

Não existe almoço de graça!

A expressão “almoço de graça” se refere a uma tradição que foi bastante comum nos salões dos Estados Unidos. Estes salões começaram a oferecer almoço grátis para os clientes que consumissem ao menos uma bebida. Os salões estavam apostando que boa parte das pessoas iria consumir mais de uma bebida. Esta promoção iria atrair muitas pessoas ao final de um dia de trabalho e as bebidas pagavam pela comida.

Como vender mais: almoço grátis
Como vender mais: almoço grátis

Para finalizar

Posso dar um último exemplo de como dar coisas grátis pode fazer bem para um negócio. Pense na música como um todo. Nos anos 90 as pessoas compravam fita K7 e CD.

Os rádios foram vistos como uma forma de propaganda. Consequentemente levava a mais vendas de discos e mais pessoas nos shows. Portanto, não fazia mais sentido cobrar royalties caríssimos das estações de rádio.

Atualmente, muitos artistas oferecem suas músicas de graça. Quanto mais pessoas tiverem contato com a música, mais sentirão vontade de ir aos shows e concertos. A música grátis serve como ferramenta de marketing para os shows.

E você? No seu negócio, o que você pode oferecer como grátis que sirva como ferramenta de marketing para trazer mais vendas?

Sobre Frederico Fortes

Formado em publicidade e propaganda pela PUC do Rio de Janeiro e criador de produtos digitais. Criou um sistema de gestão de conteúdo para websites que atualmente aluga e gera receita mensal recorrente. Este blog tem como objetivo fornecer técnicas de marketing, visão de empreendedorismo e de persuasão para que pequenos empreendedores e freelancers possam aumentar suas receitas escalando seus serviços ou produtos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *